ff



Uma homenagem ao maior jornalista e blogueiro de Tapera.
sábado, 24 de novembro de 2007
Asfalto Tapera a Não Me Toque

No dia 18 de outubro postei um comentário a respeito do crescimento de Tapera. Tentava entender a razão da inércia econômica de Tapera entre outros aspectos. Fiz uma abordagem igualmente sobre a questão da construção do City Hotel, que surgiu em decorrência do grande fluxo de veículos por esta região, que inclusive passavam por dentro de Tapera.
Aí, depois com a construção da BR 386 a situação se alterou, pois o transito do norte do Estado passou a usar aquela rodovia nos deslocamentos a capital do Estado e região metropolitana. Antes disso todo aquele trânsito passava por Tapera que inclusive tinha em Carazinho o seu ponto de referência para negócios de todos os tipos. E com a construção da RS 223 até o entroncamento da BR 386 a nossa situação ficou pior ainda, pois com asfalto, nos voltamos a Passo Fundo que hoje é nossa referência comercial.
Naquela ocasião encerrei o comentário dizendo o seguinte:

...É por essas e outras que eu quero crer que para Tapera a construção do asfalto entre Lagoa e Não Me Toque é de uma importância sem precedentes. Ou esse asfalto não interessa pra alguém?

Agora, neste sábado leio artigo de José Augusto Brunori no Jornal Integração, endossando meu comentário.
Entre outras coisas ele diz que “se observarmos a história do crescimento de grandes cidades, veremos que todas elas estão associadas a um caminho, estrada, rodovia ou até mesmo uma ferrovia de acesso que impulsniou o desenvolvimento. Foi assim com Santa Maria, Passo Fundo, e aqui em nossa região mais recentemente cito dois municípios que tiveram um impulso de crescimento que são Tio Hugo e Espumoso”.

E ele segue seu comentário: “ Seguindo essa linha de raciocínio imagine num futuro próximo, o trecho Lagoa dos Três Cantos à Não Me Toque, todo asfaltado. O trânsito que vem ao Estado, via Irai, Frederico, Sarandi, Carazinho, Não Me Toque, Lagoa dos Três Cantos, Tapera e Espumoso e aí segue via Soledade, desviando a estrada da produção e o Pedágio de Santo Antonio do Planalto...”
Depois ele continua falando sobre a vinda da Aurora para Carazinho, os campus da UPF e da Ulbra, Expodireto, Lagoafest e por aí afora....

José Augusto Brunori, entende como eu, que o asfaltamento de Lagoa a Não Me Toque poderia dar um novo impulso ao desenvolvimento de nossa região, especialmente Tapera que é o nosso caso mais crítico.

Postado por Leonardo Mayer as 24.11.07 e tem 0 comentarios
0 Comments:

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 


   

 



Últimos Posts

Todo o Poder da Vírgula!
Rola Bola/Tecnosul disputa com Espumoso vaga para ...
Trânsito complicado na Rui Barbosa!
Blog é informação instatânea!
O que fazer com o asfalto deteriorado?
Solidariedade por nosso Hospital!
O resultado negativo do balanço da Cotrisoja
Estou impressionado com o poder da Net
Jovem trilheiro selbachense não sai do coma e morr...
Não houve choque lateral das motos!

Arquivos

Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Dezembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013

 

 

 



WM INTERNET