ff



Uma homenagem ao maior jornalista e blogueiro de Tapera.
quarta-feira, 11 de maio de 2011
A PROPÓSITO DA ALTA CARGA TRIBUTÁRIA NO BRASIL

Recebo, sugerindo a publicação, o que faço sem problemas.
Durante o século 18, o Brasil Colônia pagava um alto tributo para seu colonizador, Portugal.
Esse tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido em nosso país e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da produção. Essa taxação altíssima e absurda era chamada de "O Quinto."
Esse imposto recaía principalmente sobre a nossa produção de ouro.
O "Quinto" era tão odiado pelos brasileiros, que, quando se referiam a ele, diziam: " O Quinto dos Infernos" e isso virou sinônimo de tudo que é ruim.
A Coroa Portuguesa quis, em determinado momento, cobrar os "quintos atrasados" de uma única vez, no episódio conhecido como "Derrama."
Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de "Inconfidência Mineira", que teve seu ponto culminante na prisão e julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário IBPT, a carga tributária brasileira chegou ao final do ano de 2010 a 38% ou praticamente 2/5 (dois quintos) de nossa produção.
Ou seja, a carga tributária que nos aflige é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que significa que pagamos hoje literalmente "dois quintos dos infernos" de impostos.
Para que? Para sustentar a corrupção? os mensaleiros? o Senado com sua legião de "diretores", a festa das passagens, o bacanal (literalmente) com o dinheiro público, as comissões e jetons, a farra familiar nos 3 poderes (executivo/legislativo e judiciário).
Nosso dinheiro é confiscado no dobro do valor do "quinto dos infernos" para sustentar essa corja, que nos custa (já feitas as atualizações) o dobro do que custava toda a Corte Portuguesa.
E pensar que Tiradentes foi enforcado porque se insurgiu contra a metade dos impostos que pagamos atualmente!
(E vem de novo a CPMF?).

Publicação restaurada, sem os comentários.

Postado por Leonardo Mayer as 11.5.11 e tem 6 comentarios
6 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

Essa conversinha "anti-imposto" é difundida pela mídia porque interessa às elites. Quem paga muito imposto é rico, pois pobre é isento. Sem impostos, de onde o Estado vai tirar dinheiro para financiar a educação, o SUS e tudo mais? Que cobrem a boa aplicação dos impostos em prol de toda a população então, mas querer que eliminem impostos, isso não cola!

11 de maio de 2011 21:54  
Anonymous Anônimo disse...

21:54 ou vc é muito burro ou muito semvergonha para dizer que pobre não paga imposto. Pobre é o ÚNICO que paga imposto!

11 de maio de 2011 22:45  
Anonymous Anônimo disse...

pro das 21,54, deixa de ser besta cara, o porbre paga tanto imposto quanto o rico, ou voce acha que os alimentos, os produtos de limpeza, higiene, roupa, calcado etc que o porbe usa é isento de imposto? santa ignorancia. Moramos num pa[is onde at[e dormindo pagamos imposto, [e realmente um absurdo,

11 de maio de 2011 23:28  
Anonymous Anônimo disse...

Os impostos e contribuições sobre consumo comprometem quase um quarto -24,4%- da renda das famílias brasileiras que ganham até R$ 400.

Para as que ganham mais de R$ 10 mil, o peso deste tipo de imposto é de 17,3% da renda mensal.

Quem é que paga mais imposto mesmo?
Pobre e burro, sempre vai ser massa de manobra. É uma pena.

11 de maio de 2011 23:48  
Anonymous Anônimo disse...

"Pressionados por eleitores, aliados de Tarso rejeitam cobrança de taxa veicular."
(até os deputados do PT)
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Pol%EDtica&newsID=a3308089.xml

E o nosso querido anônimo a favor de pagar mais imposto. Morro sem ver tudo nesta vida, Leonardo.

12 de maio de 2011 09:06  
Anonymous Anônimo disse...

Só para corrigir. A classe média é quem paga mais imposto, não o pobre. Proporcionalmente seria +- assim: Classe Média, Classe Média Alta (Classe B) e Classe Média Baixa (A nova classe C), Classe Baixa (D e E) e os ricos (Classe A). O ricos pagam mais em valores absolutos, mas proporcionalmente, pagam menos. A Classe Média é a mais sofrida. Pagam, fácil, fácil, mais de 50% de impostos e taxas sobre sua renda e mais um bocado de juros para conseguir comprar seus bens.

Cristian.

4 de dezembro de 2012 15:46  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 


   

 



Últimos Posts

CHURRASCO NA PANELA DE PRESSÃO
AGORA É O OXI! ONDE IREMOS PARAR?
RS 332 FICARÁ INACABADA!
DIRIGENTES DA CONGREGAÇÃO DE NOTRE DAME EM TAPERA
PREFEITOS DE NOVO DE PIRES NA MÃO
PARA MIM ACHO QUE DEU! VANTAGEM DO GRÊMIO É GRANDE!
MÃES QUE FORAM VER CHITÃOZINHO E XORORÓ
SEGUNDO DOMINGO DE MAIO, DIA DAS MÃES.
AMÉRICA EMPATA HEROICAMENTE EM CACHOEIRA
MAIS UMA OPÇÃO DE PERCURSO PARA CAMINHADAS

Arquivos

Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Dezembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013

 

 

 



WM INTERNET