ff



Uma homenagem ao maior jornalista e blogueiro de Tapera.
sábado, 10 de dezembro de 2011
O JORNALISMO IMPRESSO VAI MORRER. SERÁ MESMO?

O mundo caminha a passos largos para uma digitalização total, pelos menos uma virtualização de documentos, filmes, livros, sons, imagens e, principalmente, a concretização dos jornais no mundo online. O jornal impresso vai morrer e isso não é nenhuma previsão apocalíptica, apenas um consenso do que já era esperado. O jornalismo impresso vai morrer, mas isso não significa que ele irá desaparecer. Em muitos cantos do planeta, mesmo nos países mais desenvolvidos, o jornal de papel será, digamos, eterno. O que irá desaparecer será a sua essência limitada, seu engessamento e sua visão retrógrada de como enxergar o próprio contexto que narra.
E isso será extremamente positivo. O jornalismo impresso se acomodou, se instalou em um uma zona de conforto concretada com velhos padrões e argumentos que já não fazem mais sentido atualmente. Não há nada mais primitivo do que criar alardes e decretar seu fim inúmeras vezes. Se não progrediu, por que continuar a existir como mídia?
Quando todos já analisavam apenas quantas visitas um portal recebia, novos padrões quantitativos e qualitativos, como reputação e referência, começam a vigorar como métricas mais eficientes na internet. E o jornal? O jornal impresso se contentou com o número de tiragens para medir sua abrangência, reportagens sensacionalistas para justificar suas vendas e análises batidas para corroborar seu formato físico limitativo.

Luta irracional com o nada
O jornalismo digital é, na prática, o formato 2.0 do jornalismo primitivo. Não minimizando sua importância ímpar para com o progresso da sociedade, mas o impresso não conseguiu acompanhar os passos dessa própria sociedade. Não buscou modelos inovadores eficientes e insistiu demais em sua existência, ferindo ainda mais sua real significância no mundo atual. Qualidade, ética, investigação, análises profundas e profissionalismo serão mantras eternos da imprensa. O que se extinguirá será seu formato passivo de concepção. O jornalismo atual requer multimidialidade, participação do usuário e atualizações em tempo real do mundo que nos cerca. Não há mais espaços para uma mídia que se preocupa mais com uma crise existencial do que com sua renovação.
Em uma sociedade pós-moderna, altamente conectada e cada vez mais familiarizada com as redes sociais digitais interligadas em rede, manter um padrão de pensamento que vigora exatamente da mesma maneira há séculos chega a soar de forma patética. Se diversos campos profissionais se reinventam a cada dia, por qual motivo o jornalismo ainda insiste na não renovação?
Peço desculpas aos apaixonados pelo jornalismo impresso, mas quem decretou sua morte foi o próprio impresso. Ao se recusar em adentrar o universo digital e explorar suas infinitas possibilidades, o jornalismo impresso optou, no lugar de uma migração indolor e eficiente, por uma luta irracional com o nada. E, pior: perdeu a briga.
In Observatório da Imprensa, por Cleyton Carlos Torres, jornalista e blogueiro.

Postado por Leonardo Mayer as 10.12.11 e tem 1 comentarios
1 Comments:
Anonymous Anônimo disse...

BOM DIA BRASIL

Com queda do juro e incentivos, comércio pode melhorar

Há poucos dias o IBGE revelou que o PIB teve crescimento zero no terceiro trimestre. Agora, já estão sendo divulgados os dados dos últimos três meses do ano. E saiu outro zero na Pesquisa Mensal de Comércio (PMC).

Isso significa que as vendas de outubro, comparadas com as de setembro, não subiram; não houve crescimento. Em setembro, o avanço havia sido de 0,6% em relação a agosto. Portanto, está havendo uma desaceleração.

Há várias formas de olhar os números apresentados pelo IBGE. Quando se analisa o acumulado no ano, a alta é de 6,7%, taxa que também desacelerou ao longo de 2012. Em relação a outubro do ano passado, as vendas do comércio cresceram 4,3%. Esses dados podem ser vistos no gráfico abaixo.

A média deu zero, mas a venda de produtos de escritório e informática, por exemplo, cresceu 3,6%. LIVROS, JORNAIS E REVISTAS TAMBÉM REGISTRARAM NÚMEROS POSITIVOS.

No entanto, houve queda de 2,8% na venda de automóveis, que cresceu durante quase todo o ano.
Por falar nisso, o governo está tomando medidas para incentivar a venda de carros. Estuda, por exemplo, a possibilidade de nova redução do IPI para veículos nacionais.

Em matéria publicada hoje no "Valor", Pascal Lamy, diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), diz que essas medidas são contrárias às normas do comércio. Então, o Brasil pode enfrentar barreiras na OMC, que condena o tratamento diferenciado, como já foi feito no caso dos carros.

Não devemos nos preocupar tanto com esse número de outubro, porque é possível que as vendas melhorem agora no final do ano. Não apenas por causa do Natal e do 13º salário, mas porque os juros caíram e houve medidas de incentivo ao consumo.

Por isso, em novembro e dezembro os números podem ser maiores. Há também aumento forte do salário mínimo previsto para o início do ano que vem, que terá impacto no consumo.

14 de dezembro de 2011 12:07  

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 


   

 



Últimos Posts

LIONS REALIZA SUA CAMPANHA DO QUILO
O DIA EM QUE OS COLORADOS NÃO FESTEJARAM A CONQUIS...
SE RECORDAR É VIVER, ENTÃO RECORDEMOS!
QUINTA É O MELHOR DIA PARA FAZER SEXO
SHOWS DE IMPACTO MARCAM NATAL ESPERANÇA
SE FICAR O BICHO COME, SE CORRER O BICHO PEGA!
HÁ 32 ANOS CIRCULAVA A PRIMEIRA EDIÇÃO DO JORNAL D...
APROVADO O NOVO CÓDIGO FLORESTAL
IRENEU ORTH HOMENAGEADO NA BAHIA E NO RS
ABERTO O NATAL ALEGRIA 2011 DE TAPERA

Arquivos

setembro 2007 outubro 2007 novembro 2007 dezembro 2007 janeiro 2008 fevereiro 2008 março 2008 abril 2008 maio 2008 junho 2008 julho 2008 agosto 2008 setembro 2008 outubro 2008 novembro 2008 dezembro 2008 janeiro 2009 fevereiro 2009 março 2009 abril 2009 maio 2009 junho 2009 julho 2009 agosto 2009 setembro 2009 outubro 2009 novembro 2009 dezembro 2009 janeiro 2010 fevereiro 2010 março 2010 abril 2010 maio 2010 junho 2010 julho 2010 agosto 2010 setembro 2010 outubro 2010 novembro 2010 dezembro 2010 janeiro 2011 fevereiro 2011 março 2011 abril 2011 maio 2011 junho 2011 julho 2011 agosto 2011 setembro 2011 outubro 2011 novembro 2011 dezembro 2011 janeiro 2012 fevereiro 2012 março 2012 abril 2012 maio 2012 junho 2012 julho 2012 agosto 2012 setembro 2012 outubro 2012 novembro 2012 dezembro 2012 janeiro 2013 fevereiro 2013 março 2013 abril 2013 maio 2013

 

 

 



WM INTERNET